Saúde

GRIPE Saúde de Goioerê preocupada com baixo índice de crianças vacinadas

O baixo índice de crianças vacinadas contra a gripe em Goioerê, está preocupando a Secretaria de Saúde do município. De acordo com as informações, das 1.655 crianças com idade para serem imunizadas, pouco mais da metade recebeu a vacina.

A preocupação da Saúde, é que o prazo para a vacinação encerra nesta sexta-feira, dia 26 e os pais e responsáveis precisam colaborar. “Os pais devem ter em mente a importância da vacina para os filhos, uma vez que ela pode impedir doenças respiratórias mais graves, que inclusive podem levar à morte”, diz a enfermeira Paula Abrantes.

Ela explica que as demais pessoas, que integram o público alvo, estão colaborando. Até terça-feira 58% das gestantes já haviam recebido a vacina, bem como 70% dos idosos, 79% dos trabalhadores na saúde, 44,68% das puérperas e 82% dos doentes crônicos.

Campanha - A campanha começou no dia 17 de abril e vai até 26 de maio. A vacina, que leva cerca de 15 dias para fazer efeito, protege contra os três vírus mais circulantes: influenza A (H3) – sazonal, influenza A (H1N1) e influenza tipo B. Ela só é contraindicada para pessoas com histórico de reação alérgica.

A enfermeira explica que para receber a vacina, basta os responsáveis levar a criança em qualquer uma das unidades de saúde da cidade.

Paraná –No Paraná, a meta do Estado é imunizar 90% do público-alvo, que inclui crianças, gestantes, idosos, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), indígenas, trabalhadores da saúde e professores.

A campanha de vacinação acontece nos 399 municípios do Estado. A vacina é efetiva contra os três tipos de vírus da gripe mais circulantes: influenza A (H3), influenza A (H1N1) e influenza B. A única contra-indicação é para pessoas que possuem histórico de reações alérgicas ao ovo de galinha e derivados.